Mi Note 10, da Xiaomi, chega ao Brasil e começa a ser vendido antes do Natal


O Mi Note 10 é a versão internacional do Mi CC9 Pro, lançado no início de novembro na China. Seu principal destaque é a câmera com sensor de 108 megapixels, acompanhado por duas lentes telefoto com sensores de 12 megapixels e 5 megapixels, uma lente macro com sensor de 2 megapixels e uma grande angular com sensor de 20 megapixels.
O processador é o Snapdragon 730G. Além disso, o aparelho tem 6GB de RAM, 128GB de armazenamento interno, tela curva AMOLED de 6,47 polegadas com sensor biométrico integrado e bateria de 5.260 mAh, com carregamento rápido de 30W — assim, o carregamento completo ocorre em 65 minutos. O dispositivo usa Android 9 Pie com interface MIUI 11 e, para completar, tem tecnologia NFC e entrada P2 para fones de ouvido.
O Mi Note 10 pode ser encontrado em três cores: verde, branco e preto. Os preços, entretanto, são um pouco salgados. A opção mais barata sai por R$ 4.099, mas o cliente precisa assinar o plano Vivo V. Quem optar pelo plano Família, leva o Mi Note 10 por R$ 4.499. Já no plano Controle, o aparelho vai custar R$ 4.999.
Para quem esperava pela versão Pro, entretanto, a notícia não é boa: segundo Luciano Barbosa, head do projeto Xiaomi no Brasil, ela não será trazida para o país.

Mi Note 10
Tela AMOLED de 6,47 polegadas e resolução FHD+
Processador Snapdragon 730G
6GB de RAM
128GB de armazenamento interno
Câmera traseira com cinco sensores, incluindo sensores de 108, 20 e 12 megapixels
Zoom óptico de 2x, híbrido de 10x e digital de 50x
Câmera frontal de 32 megapixels
Bateria de 5.260 mAh, com carregamento rápido de 30W (o que significa um carregamento completo em 65 minutos)
Emissor infravermelho, NFC e entrada para fones de ouvido