50% dos brasileiros querem abrir seu próprio negócio



O empreendedorismo está cada vez ganhando mais espaço entre os desejos dos brasileiros dispostos a ter a sua própria fonte de renda. É o que diz um levantamento realizado pelo Alelo e pelo Instituto Ipsos.

Segundo a pesquisa feita durante os meses de agosto e setembro de 2019, nas principais regiões do Brasil, atualmente 50% das pessoas que possuem emprego fixo no país querem abrir um negócio em cerca de cinco anos.

“Temos acompanhado um fortalecimento no ecossistema empreendedor, motivado pelo uso de novas tecnologias e com o aumento nos programas de incentivos de aceleradoras, incubadoras e até mesmo grandes empresas”

André Turquetto, Diretor de Marketing e Produtos da Alelo

Independente do perfil, há muitos fatores que influenciam uma pessoa a querer ser dono de um negócio. Entre os principais motivos que despertam o interesse estão autonomia, ganhar mais dinheiro e inovação no método de trabalho.

77% disseram que proporciona maior autonomia nas decisões;

76% disseram que querem trabalhar com o que gosta e ganhar mais dinheiro;

74% disseram que seria uma opção para inovar e contribuir para melhorar o mercado de trabalho;
Satisfeitos, mas não acomodados

A pesquisa também apontou o nível de satisfação dos entrevistados com sua atual ocupação. Com idades entre 18 e 65 anos, a maioria deles afirmara que está atualmente satisfeito com a sua situação no mercado de trabalho, mas que o fato não anula a vontade de empreender no futuro.

67% afirmam estar muito satisfeitos com seu trabalho em geral;

71% dizem estar muito satisfeitos com o espaço físico;

69% estão muito satisfeitos com o clima organizacional;

71% estão muito satisfeitos com o relacionamento com seu superior;


Para André Turquetto, “esse é um novo hábito de trabalho que faz muito sentido para os mais jovens, já no início da carreira ou, em alguns casos, para os profissionais mais maduros e experientes com carreira já consolidada.”