Crivella anuncia aumento de 10 centavos na tarifa de ônibus: R$ 4,05

extra.globo.com
Luiz Ernesto Magalhães


O valor das passagens dos ônibus no município do Rio sobe, a partir de sábado, para R$ 4,05. O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira pelo prefeito Marcelo Crivella, durante coletiva de imprensa para anunciar uma série de medidas para a reestruturação do sistema de transporte público. A tarifa atual é de R$ 3,95.
De acordo com o prefeito, o aumento foi autorizado porque os consórcios cumpriram o acordo para permitir o reajuste. Outra medida é uma intervenção por seis meses na operação do BRT. O interventor será Luiz Alfredo Salomão.A intervenção ocorrerá e nos quatro consórcios: Transcarioca, Internorte, Santa Cruz e Intersul.
Crivella explicou que a decisão pela intervenção foi tomada com base nas queixas de passageiros, como superlotação, redução de frota e demora nos horários.
No fim do ano passado, Crivella adiou o aumento da tarifa, tradicionalmente concedido no dia 1º de janeiro. Na época, ele afirmou que não considerar o momento “oportuno para um novo reajuste da tarifa” devido ao atual cenário de crise, que ainda faz com que a cidade conviva com altas taxas de desemprego.
Frota climatizada até 2020
No dia 29 de dezembro, a prefeitura informou que apenas 59% dos coletivos da cidade são climatizados. Até a primeira semana de janeiro, dos 5.756 ônibus municipais, 3.334 são climatizados, o que corresponde a 58%. Esta conta exclui os 376 ônibus do BRT e os 654 frescões que rodam na cidade. A diferença no percentual, segundo a Secretaria municipal de Transporte, não configura uma redução no número de ônibus climatizados. “Este número pode variar constantemente, tendo em vista o processo de baixa e inclusão de carros no sistema”, explicou a pasta em nota. A contagem, de acordo com a Secretaria de Transportes, é feita
Pelo acordo firmado entre prefeitura e empresários do setor em junho do ano passado, 60% da frota deveria ter sido climatizada até o dia 31 de dezembro de 2018. O percentual cresce até o prazo final: em setembro de 2020, toda a frota de ônibus da cidade deverá ser climatizada. O controle de quantos coletivos são climatizados é da própria Secretaria de Transportes. "Os ônibus precisam ser cadastrados aqui antes de entrarem em circulação".