Os tipos de capinhas que interferem na recepção de sinal dos celulares



            Colocar cartões próximos não interfere no sinal do aparelho

Na hora de adquirir uma capinha de celular muitos pensam na beleza e não nos problemas que ela pode apresentar. Dependendo do material de fabricação, além de afetar a capacidade de proteção contra quedas e arranhões, também pode atingir a recepção das ondas responsáveis pela comunicação.

As capas de plástico ou silicone não interferem na recepção de sinal. Matérias-primas de origem animal ou vegetal, como algodão ou tecidos à prova d’água, também não causam qualquer tipo de prejuízo.

Muitos modelos de couro contam com espaços para guardar cartão de crédito. Alguns usuários acreditam que colocar os cartões próximos ao celular pode ser um problema, mas segundo o engenheiro de redes da Nextel, Thiago Poliandri, não existe razão para ter receio quanto a isso.

Atualmente muito se tem falado nas cases de vidro. Elas também não apresentam problemas quanto ao sinal. O mesmo vale para as películas protetoras de tela. Além de serem confeccionadas com material não-prejudicial – geralmente PET -, elas não ficam sobre as antenas do celular.

Já as grandes vilãs são as capinhas de metal. "Elas funcionam como espelhos e podem desviar a recepção ou emissão do sinal. Assim, quaisquer capas que utilizam materiais metálicos devem ser evitadas", recomenda o engenheiro.
Divulgação 
      As capinhas de metal "podem desviar a recepção ou emissão do sinal"

Isso inclui alumínio, cobre ou até as luxuosíssimas cases de ouro. Por isso, pense bastante na hora de adquirir um desses modelos; eles dão um toque de classe ao smartphone, mas a um custo que vai além do preço elevado.


Vilã ou heroína?

Por mais que os celulares de hoje tenham carcaças mais resistentes ou vidros "parrudos", quem quer manter o aparelho em estado de novo geralmente recorre a uma capinha. Há modelos de diversos tipos e materiais, como TPU, silicone, couro, borracha, algodão e até mesmo madeira.

A boa notícia é que esses tipos mais comuns não são nenhuma barreira para a antena do celular receber e emitir sinais. Fraidenraich explica:

De forma geral, essas capinhas são praticamente 'transparentes' em termos de radiofrequência que o celular opera, então elas não afetam em nada o funcionamento do aparelho

Essa situação pode mudar de figura completamente quando se usa capas que têm metal em sua composição.

"Existem acessórios feitos para terem maior resistência e funcionarem como item de segurança para o celular", diz Gromoski.

Modelos mais resistentes podem usar metal em sua composição, o que pode interferir na recepção e emissão da antena do aparelho

A explicação para isso é que o metal pode tanto causar interferência no caminho das ondas de radiofrequência quanto constituir um bloqueio para elas.

Neste caso, não somente o sinal da rede de telefonia seria afetado, mas também conexão wi-fi com roteadores e Bluetooth.

Segundo Fraidenraich, o metal interfere no que seria a "antena virtual" do aparelho: "A presença de metal pode mudar o formato dessa 'antena virtual', que é um campo eletromagnético para onde a antena 'aponta' para enviar e receber sinais de radiofrequência".

O quanto e como exatamente a presença de metal envolvendo o celular afeta a recepção de sinais, no entanto, é algo difícil de determinar, seja por diferenças na construção de aparelhos ou pelo metal usado na fabricação dessas capinhas. "São cálculos extremamente complexos. Mas é seguro dizer que há interferência", diz Fraidenraich.

 
Usa um suporte assim no carro? Atenção! Imagem: Reprodução 

De olho no suporte

Acessórios cada vez mais populares e geralmente utilizado em carros, os suportes magnéticos também podem influenciar na recepção dos smartphones. Em geral, eles exigem que uma placa de metal seja presa à traseira do aparelho ou, ainda, inserida entre a capinha e o celular.

De acordo com Gromoski, há a possibilidade de haver interferência. "Isso varia de acordo com a qualidade do acessório, mas há o risco. O ideal é procurar produtos de marcas conceituadas".

Já Fraidenraich também diz que, diferentemente de capinhas que envolvem o aparelho, um pedaço de metal não deve gerar interferência significativa. "Ao contrário de uma capinha desse material, que envolve o aparelho".

De qualquer maneira, se o que te impede de adotar uma capinha para proteger o seu celular é o medo de que ela afete o funcionamento do aparelho, fique tranquilo: desde que ela não seja feita de metal, pode instalar sem medo.